Primeiros Passos ao Chegar – Parte I

Este é um artigo que eu estou esperando para escrever há um bom tempo, com alguns conselhos sobre coisas que deveriam ser resolvidas logo na primeira semana na Belle Province.

Uma vez que, melhor tarde do que nunca, aqui vai a lista de providências que você deverá tomar assim que chegar:

  1. Providenciar o seu Cartão de Residente Permanente
  2. Dar entrada na sua Assurance Maladie
  3. Providenciar o seu Número de Seguro Social
  4. Se inscrever no curso “S’Adapter au Monde du Travail Québecois”
  5. Fazer a “Comunicação de Saída Definitiva do País”
Carte Soleil

La Carte Soleil

Vamos ver em detalhes cada uma dessas tarefas.

Continuar lendo

Emprego no Québec – Parte IV: recursos úteis

Na quarta e última parte da série de artigos sobre emprego, eu vou compartilhar alguns links e contatos que podem ser úteis tanto para quem ainda está no Brasil se preparando para imigrar quanto para quem já chegou e está batalhando pela sua primeira oportunidade.

E quem estiver interessado, o blog também oferece uma seção inteira em links úteis para recursos ligados à procura de emprego, com dezenas de páginas e contatos. Por enquanto é isso, até a próxima.

Atualização

Eu recebi mais duas dicas interessantes algumas horas depois de postar este artigo:

  • Carrières Gagnantes: site com informações detalhadas sobre diversas carreiras no Québec, desde a explicação do que é a profissão (nem sempre é evidente) até indicações de programas de formação, pré-requisitos e salário médio. Dica da Lapin-Mère.
  • Recrutement au Brésil: iniciativa da École Québec para ajudar empresas quebequenses a recrutarem profissionais no Brasil. O site não aceita cadastro de currículos, mas as vagas disponíveis serão divulgadas no twitter da École e em outras mídias.

Emprego no Quebec – Parte III: Empreendedorismo

Dependendo do objetivo de vida e do perfil de cada um, trabalhar em uma empresa não é a primeira escolha. Algumas pessoas precisam ter o seu próprio negócio e sentir que estão construindo algo para si próprias. Felizmente aqui, no Canadá, existem organismos financiados pelo governo cujo objetivo é acolher e ajudar essas pessoas a serem bem-sucedidas.

Para alguns, pode ser questionável o bom senso em se abrir uma nova empresa quando se é um imigrante recém-chegado. Ainda que não faça parte dos meus objetivos de vida, eu acredito que o melhor momento para um imigrante começar seu próprio negócio é justamente ao chegar ao seu novo país.

Empreendorismo

Antes de mais nada, imigrar é uma mudança de vida que implica em viver aspirações novas e mais elevadas. Se o sonho de alguém é iniciar uma empresa, qual o melhor momento de fazê-lo do que quando essa pessoa está desempregada mas tem economias suficientes para se manter ao mesmo tempo que está cheia de energia, motivação, tempo e vontade de aprender? Muitos imigrantes que se instalaram no Brasil seguiram exatamente esse caminho e foram muito bem-sucedidos, como Johannes Gerdau e Senor Abravanel.

Como eu nunca tive a pretensão de seguir por esse caminho, não me preocupei em reunir nenhum material específico sobre o assunto. Entretanto, um casal venezuelano que fez inglês comigo na Maison de l’Amitie gentilmente compartilhou comigo alguns links, que eu vou repassar para vocês:

  • Ça passe ou ça casse: série web produzida pelo Jobboom.com sobre os desafios das start-ups de tecnologia gravado no formado de reality show. Eu não sei dizer se os vídeos estão geobloqueados, mas quem estiver tendo dificuldades, pode tentar assistir a série através do canal YouTube do Joboom.
  • Chambre de commerce du Montréal métropolitain: a câmera de comércio de Montreal oferece diversos cursos para empreendedores, com descontos de até 50% para os membros. Além disso, oferece também atividades de aconselhamento e réseautage. O casal venezuelano sobre o qual falei participava de uma formação sobre o mercado canadense e elogiaram bastante.
  • SAJE: organismo que trabalha em parceria com o Emploi-Québec no acompanhamento de empreendedores desde o plano de negócio até os primeiros passos após abrir uma empresa. O SAJE oferece diversos serviços interessantes, incluindo um guia de informação focado no público imigrante.

Por enquanto é isso. Até a próxima.

Notícias do CIC

Saudações à todos.

Segunda-feira dia 29 eu comemorei junto à minha esposa o nosso primeiro ano de casamento. Foi uma comemoração reservada, com direito a excelente vinho e comida, além do simpático presente da Citoyenneté et Immigration Canada: um e-mail de confirmação que o processo de patrocínio foi aberto e instruções para entrar em contato para verificar o andamento do processo ou informar qualquer mudança de endereço.

1 Ano de Casamento

E, embora tenhamos uma mudança de endereço para informar, infelizmente o sistema eletrônico não aceita nem o número de cliente nem o protocolo do processo de maneira que eu vou ter que entrar em contato por telefone. Atualizarei este artigo assim que eu tiver uma resposta.

Aproveitando o assunto, soube recentemente que o processo de reunião familiar para cônjuges/cônjuges de fato sofreu uma pequena mudança na semana passada. Se, no momento de abertura do processo de patrocínio, o casal não tiver completado 2 anos de relacionamento, o cônjuge patrocinado deverá permanecer com o patrocinador durante dois anos após receber a sua residência permanente, sob pena de perder o estatuto. Exceções serão concedidas em casos de violência conjugal. Quem estiver interessado, pode ler a íntegra do pronunciamento do ministro Jason Kenney.

Antes de finalizar, gostaria de avisar a quem já está por aqui (ou que está para chegar) que a Maison de l’Amitié, um organismo montrealense muito simpático que oferece cursos (incluindo francês, inglês e espanhol) a imigrantes sem estatuto, vai oferecer um workshop de 3 horas nos dias 10 de novembro e 8 de dezembro. O organismo cobra uma taxa simbólica, e eu posso atestar que eles são uma entidade idônea e séria.

Um abraço a todos e até a próxima.

P.S.: E eu quase esqueci! Outra coisa a comemorar é que o blog ultrapassou as 20 mil visitas na semana passada. Muito obrigado a todos vocês que nos acompanham e divulgam.

Atualização: eu consegui entrar em contato com o CIC e eles me instruíram a mandar um e-mail para address-change@cic.gc.ca com as seguintes informações: nome, sobrenome (exatamente como listado no passaporte ou documento de identificação), endereço completo (incluindo o código postal), data de nascimento e o número de identificação do cliente (IUC). Uma dica adicional é, sempre que você precisar soletrar ao telefone alguma informação como o seu sobrenome ou o seu e-mail, tente utilizar os códigos do alfabeto fonético da OTAN: é quase 100% de certeza que a pessoa do outro lado vai entender corretamente a informação, independente de seu idioma nativo.

Emprego no Quebec – Parte II: a entrevista

Dando seguimento ao artigo anterior, eu vou falar um pouco mais sobre o processo de entrevista no Quebec.

Não importa como seu currículo chegou às mãos do recrutador: uma resposta sua à uma oferta, uma pesquisa em um site de busca de empregos, uma indicação no LinkedIn; a primeira coisa que o recrutador vai fazer ao selecionar o seu currículo é telefonar para você para marcar uma entrevista. E essa não é uma questão banal.

Entrevista de Emprego

Continuar lendo

Emprego no Québec – Parte I: 12 coisas que você deveria saber antes de começar a enviar currículo

Saudações a todos.

Depois de 3 meses, 25 entrevistas e 150 currículos enviados eu fico feliz em anunciar a todos que acompanham este espaço que eu finalmente encontrei um emprego. E não é qualquer emprego não: estou trabalhando para uma das maiores empresas de TI do mundo, num excelente ambiente de trabalho e em um cargo desafiador cujo salário e as responsabilidades são equivalentes aos que eu tinha no Brasil. Como se não bastasse, eu não preciso mais de 15 minutos de caminhada (isso mesmo) para chegar no escritório.

Eu não poderia estar mais feliz. Trabalhar traz uma sensação muito boa, de que a vida começa a voltar ao normal. Claro que eu ainda estou no período de experiência até o final de dezembro, porém, agora depende só de mim mostrar o minha capacidade, experiência e profissionalismo.

Men at Work

Continuar lendo

Palestra do Ricardo Daniel Pinto na École Québec

No dia 3 de maio houve uma palestra muito interessante na École Québec ministrada pelo Ricardo Daniel Pinto, funcionário de TI da Industriel Alliance, cuja sede fica em Ville du Québec. O objetivo da palestra eram três: compartilhar a experiência do Ricardo como imigrante brasileiro, promover Ville du Québec como destino para profissionais imigrantes de TI e divulgar as vagas de emprego em TI da Industriel Alliance.

Para começar, um pequeno vídeo com a apresentação do setor de TI da Industriel Alliance:

Como a maioria dos imigrantes, o Ricardo começou a sua jornada como imigrante em uma das três grandes (Montreal, Toronto e Vancouver), mas durante a sua estadia em Montreal, foi convidado a participar de uma missão de recrutamento em Ville du Québec. Encontrou uma vaga na Industrial Alliance e está lá até hoje.

De férias no Brasil, ele gentilmente se ofereceu para compartilhar sua experiência em duas palestras. Eu tive a oportunidade de participar e divido com vocês minhas notas sobre a palestra. Espero que seja útil!

Continuar lendo